Homepage
Chat Papo Católico
Hospedagem de Sites
Sistema de Notícias
Loja Virtual
Rádios Católicas
Evangelhos Animados
Mural de Recados
Vela Virtual
Links e Parceiros
Cadastre-se
Fale Conosco
 
Receba novidades do catolicos em seu e-mail:
 
Notícias da Igreja Católica

A educação pode ajudar a paz na Terra Santa, afirma Ordem do Santo Sepulcro

Data: 08/11/2018

Jerusalém, Israel, 08 nov (ACI Prensa) - A Ordem do Santo Sepulcro de Jerusalém decidiu privilegiar a formação dos jovens com apoio econômico às escolas e universidades católicas da Terra Santa, o que repercutirá na paz desta região.

Em declarações ao Grupo ACI, o governador geral da Ordem do Santo Sepulcro de Jerusalém, o embaixador Leonardo Visconti di Modrone, explicou que tomaram esta decisão, pois “a educação é a maneira de transmitir às novas gerações os valores essenciais da nossa fé, os valores de convivência, de amor e de pertença a uma única família".

Visconti afirmou que tem certeza de que isso pode ter "um efeito muito bom nas gerações futuras, porque os jovens aprendem a viver juntos e a estar em um clima de fraternidade em nossas escolas".

Nesse sentido, o governador da Ordem do Santo Sepulcro disse ao Grupo ACI que o apoio favorece os jovens cristãos e muçulmanos e isso mostra que "a paz é possível".

"Vi algumas escolas e universidades – assegurou – onde muçulmanos e cristãos vivem com muita simplicidade e sem problemas, embora fora das escolas a situação seja diferente".

Disse que dentro destas escolas descobre-se que “têm os mesmos valores, os mesmos problemas, mas são como irmãos entre eles. E isso é muito importante, porque o futuro estará nas mãos destes jovens".

Por isso, indicou que a Ordem do Santo Sepulcro de Jerusalém busca "melhorar a qualidade da educação e realizar uma contribuição fundamental na pacificação da região".

Por sua parte, o Grão-Mestre da Ordem, Cardeal Edwin O'Brien, anunciou na Sala de Imprensa da Santa Sé que a sua próxima Assembleia Geral, conhecida como "consulta", será realizada em Roma entre os dias 13 e 16 de novembro.

O Cardeal O'Brien recordou que o primeiro objetivo da Ordem é "desenvolver a vida espiritual de cada um dos membros" e que, junto com a Igreja em Jerusalém, querem ser "ponte das comunidades religiosas presentes na Terra Santa", assim como apoiar a Congregação das Igrejas Orientais, cujo Prefeito é o Cardeal Leonardo Sandri.

Na área da educação, o governador geral da Ordem explicou que promovem "a formação das gerações jovens e o ensino de valores como o diálogo, a tolerância e o respeito recíproco".

De maneira especial, o apoio da Ordem ao Patriarcado Latino de Jerusalém na educação é distribuído em 25 instituições escolares na Palestina, 10 em Israel e 41 na Jordânia.

"Muitas instituições estão em áreas rurais e extremamente pobres, nas escolas há cerca de 19 mil alunos e 1.500 professores", destacou. Indicou que aproximadamente 57% são cristãos.

Por isso, a Ordem espera que a alta porcentagem de muçulmanos beneficiados "aumente os sentimentos de solidariedade e de convivência pacífica".

A Ordem do Santo Sepulcro é uma instituição vaticana, com figura jurídica de direito canônico e autonomia administrativa, formada por 30 mil membros (17 mil cavalheiros, 9 mil damas e 4 mil eclesiásticos), distribuídos nos cinco continentes e provenientes de 40 países.

Homepage
 
CATÓLICOS.COM.BR
falecom@catolicos.com.br
formulário de contato
visitantes online agora: 16