Homepage
Chat Papo Católico
Hospedagem de Sites
Sistema de Notícias
Loja Virtual
Rádios Católicas
Evangelhos Animados
Mural de Recados
Vela Virtual
Links e Parceiros
Cadastre-se
Fale Conosco
 
Receba novidades do catolicos em seu e-mail:
 
Notícias da Igreja Católica

EUA: Bispo, Considerar o aborto como serviço de saúde desafia a lógica

Data: 13/03/2018

Toledo, Ohio, 13 mar (SIR) - O Bispo de Toledo, Dom Daniel Thomas, referiu-se em um artigo escrito para o 'National Catholic Register' à recente decisão do conselho da 'ProMedica' de fazer um acordo com a mais recente clínica de aborto da cidade de Toledo. Para o prelado, incluir o aborto como um suposto serviço de saúde é algo que desafia a lógica e portanto deve ser rejeitado por todas as pessoas de boa vontade.

"A lógica é a ciência do raciocínio bom ou válido, um raciocínio baseado na sabedoria e no sentido comum", afirmou o prelado. "Dizer que a missão de um sistema de saúde é melhorar a saúde e o bem-estar de seus pacientes é lógico. Dizer que sua missão inclui fazer um acordo com uma clínica cujo motivo de existência é o assassinato direto e o desmembramento de vidas humanas inocentes é simplesmente ilógico. Dizer que o aborto é um serviço de saúde que desafia a lógica. Não faz sentido".

Pela mesma razão, a lógica diria às pessoas de boa vontade que poderiam esperar dos hospitais tratamentos que salvem a vida em particular no caso de uma mãe grávida, mas não a parceria com uma instituição que considere a destruição da vida um suposto "tratamento", explicou o Bispo. O prelado lamentou a incoerência de um hospital que trabalha para salvar vidas e, ao mesmo tempo, coopera com uma instituição que se dedica a eliminá-las.

"Que os médicos, enfermeiros, funcionários e voluntários bons, dedicados e competentes de um hospital diariamente se entreguem para curar e salvar vidas é mais lógico, é admirável", prosseguiu Dom Thomas. "Que os membros do conselho de um hospital cujas portas estão abertas para curar e salvar vidas unilateralmente tomem uma decisão que mantêm abertas as portas de uma clínica que destrói e acaba com a vida é mais do que ilógico: é deplorável".

O Bispo insistiu que a decisão do hospital não reflete o propósito e a missão da instituição, que é a de curar e sustentar a vida humana. Por este motivo convidou a "todas as pessoas de boa vontade, que entendem e valorizam a lógica e a vida, a unirem-se para pedir aos membros da diretoria da ProMedica anular sua decisão acelerada e renovar seu compromisso com a lógica e a vida".

Homepage
 
CATÓLICOS.COM.BR
falecom@catolicos.com.br
formulário de contato
visitantes online agora: 58